Dá para viver de artesanato? 6 Verdades reveladas.

Que atire a primeira pedra a artesã que nunca teve esse questionamento sobre o artesanato.

Porém uma dúvida muito comum entre pessoas que desejam largar seus empregos nos quais não estão felizes, muitas acabaram de ganhar neném e querem ajudar nas despesas de casa, ou até para complementar, assim sendo fazendo uma renda extra.

Certamente artesanato é uma paixão, pois quem tem o dom para esses trabalhos manuais só pensa em trabalhar em horário integral e viver do seu artesanato, poder ganhar a mesma coisa ou mais do que ganhava no seu emprego formal, e certamente poder ter a confiança de que com essa renda você vai conseguir viver tranquilamente financeiramente.

Pode ser com crochê, madeira, MDF ou tecido, enfim seja qual for você vai ser a melhor.

Inclusive vou mostrar a você agora, que é possível sim viver de artesanato, fique ligado nas dicas abaixo:

1- Acredite

Artesanato - Acredite

Seja firme e pense: “Agora é a hora! Eu quero! Eu consigo!” trabalhando sua mente você conseguirá alcançar seus objetivos.

Isto é, não pense muito, isso é um dos defeitos de quem tem medo, não tenha. Quando pensamos demais e não tomamos nenhuma decisão, pois não saímos do lugar, e lembre-se tudo começa pela mente.

Não se coloque abaixo de ninguém, você tem seu jeito de trabalhar e suas peças, não é melhor e nem pior que ninguém, não fique se comparando ou achando que seu trabalho é pior que o do outro.

Estude pessoas que fizeram sucesso no ramo, assim você terá uma inspiração para seguir e acreditar.

2- Trabalhe sua mente empreendedora (Mindset)

Artesanato - Mindset

Nosso cérebro tenta poupar todo e qualquer esforço desnecessário, ele coloca no piloto automático qualquer processo que você faça com frequência, para que ele consiga se dedicar a outras atividades, ou seja acaba dificultando nosso próprio desenvolvimento pessoal.

Antony Robins, um grande especialista em desenvolvimento pessoal, e guru de diversos empreendedores bem-sucedidos, em 2014 ele produziu um infográfico com 7 passos para mudar sua mente empreendedora, vamos acompanhar:

  • Clareza

Reconhecer onde está nesse exato momento.

  • Certeza

Acreditar que você tem capacidade de ter um sonho real, significa força.

  • Animação

Anime-se, pois agora você sabe onde chegar.

  • Foco

Defina metas e decida o prazo para alcança-las.

  • Comprometimento

O compromisso com suas metas é saber que elas são suas obrigações, e isso vai manter você na direção dos seus objetivos.

  • Momento

MOMENTUM é um termo muito difundido por Tony Robbins para dar ritmo as suas ações. Nunca avance de onde está em sua meta, sem definir alguma ação para realização dos resultados desejados.

  • Inteligente

Se refere a definir passos que sejam:

(S) específicos;
(M) mensuráveis;
(A) alcançáveis;
(R) realizáveis;
(T) tangíveis;

3- Defina seu nicho de mercado

Para atrair e reter clientes cada vez mais exigentes, eles devem entregar a mensagem certa à pessoa certa, no momento certo e no lugar certo. Uma renovação digital que está agitando os códigos comerciais.

As necessidades das pessoas hoje em dia são cada vez mais especificas, por isso é importante você conhecer e entender a necessidade do seu nicho de mercado, e o que ele realmente necessita.

Mas infelizmente quem tenta agradar a todos, ou tem um grande leque de produtos oferecidos, infelizmente acaba não agradando ninguém.

Agora você me pergunta: “Como eu faço???”, abaixo vou te explicar um pouco como:

Através de uma pesquisa de mercado, para saber se sua concorrência é grande ou pequena, se tem muitas pessoas querendo atuar no mesmo ramo que você pretende, você precisa decidir qual será seu nicho de atuação, e porque isso é importante?

Porque assim você será apta a se especializar em uma área exclusiva. Com essas pesquisas feitas você saberá se é mais fácil a comercialização dos seus produtos e assim se dá para viver de artesanato ou não.

4- Cobre corretamente

moedas

Mas infelizmente muitos artesãos acabam pagando pra trabalhar, pois não sabem colocar o preço correto nas suas peças.

Você sempre tem que pensar no preço justo, não pode ser muito alto, pois irá assustar os clientes, mas também não pode ser muito baixo, pois levará prejuízo.

Para colocar o preço nos seus artigos vou mostrar algumas características:

  • O valor tem que cobrir a produção e os materiais.
  • O valor tem que ser o suficiente para ter lucro, e o artesão poder investir em sua arte.
  • O valor deve agradar a você e o cliente.

5- Apresente seu trabalho de forma que nunca se esqueçam dele.

blue 3079236 1920 - Dá para viver de artesanato? 6 Verdades reveladas.

Pois qual é a missão do seu trabalho? Você tem algo que queira passar para seus clientes?

Então essas são perguntas que você deve se fazer, isso irá diferenciar seu produto dos seus concorrentes.

Apresente seu trabalho de maneira criativa, então inove, não se esqueça que a primeira impressão é a que fica.

6- Converse com as pessoas importantes.

feedback 2990424 1920 - Dá para viver de artesanato? 6 Verdades reveladas.

Quem é importante na sua vida? Qual ou quais pessoas você precisa de um apoio para viver de artesanato?

Pois bem depois de todas essas perguntas respondidas eis que agora você precisa ter uma boa conversa com ele\ela, isso antes de iniciar seu projeto, pois você precisará se dedicar de corpo e alma ao seu projeto, e eles terão que te ajudar ou simplesmente aceitar essa nova fase na sua vida.

Provavelmente será pessoas da família e até amigos mais próximos, então eles irão sentir sua falta, mas com certeza te apoiarão. Mas só um conselho não saia falando dos seus planos para todo mundo, pois no inicio as coisas são mais difíceis e pessoas para te colocar pra baixo não vão faltar.

Bom pessoal, espero ter ajudado com essas dicas, e não se esqueçam que para realizar um sonho devemos sonhar muito, mas também arregaçar as mangas e ir para a luta, nada é fácil, mas pense positivo que você conseguirá.

Então se gostaram compartilhe com seus amigos nas redes sociais, ou caso tenham alguma dúvida, deixem seu comentário logo abaixo.

Nunca mais tenha medo de definir o PREÇO DE VENDA de suas peças artesanais!

Giselle Freitas

Sou Giselle Freitas, Empreendedora Digital, Esposa e Mãe do pequeno Pedro de 05 anos. Criei esse blog para dividir experiencias, inspirações e ajudar compartilhando informações sobre marketing para você que ama fazer e vender seu artesanato.

Website:

1 Comentário

  1. Pingback: 5 fatos que podem afetar seu negócio de artesanato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *