Como trabalhar com artesanato para bebê e lucrar muito – Com Passo a Passo.

A alguns anos atrás, não era comum ver crianças conectadas no mundo fashion, geralmente as crianças eram vistas básicas, sem muitos adornos. Mas agora como mais da metade da população tem acesso a meios de comunicação e conexão com a internet, essa realidade tem mudado.

É um setor que só aquece, e tem gerado resultados positivos no mercado. Segundo pesquisa do ABIT (Associação Brasileira de Industria Têxtil e de Confecção) o setor tem crescimento, em média, 6% ao ano.

Então não perca tempo fora desse mercado promissor, acompanhe o texto e veja dicas surpreendentes para você lucrar muito com artesanato para bebê.

A procura.

Imagine a quantidade de bebês que nascem por dia, são centenas, milhares, agora pense que nesse mundo onde todas as regras são ditadas pela internet e seus influenciadores, a procura por roupas e acessórios é imensa.

Se você dúvida, vá até seu facebook ou instagram e pesquise por artesanato para bebês, você vai descobrir, mães, tias, avós doidas por adereços para deixar seus bebês lindos.

Como iniciar.

Se tratando de artesanato para bebê, terá que ser ainda mais pensado, pois você terá que trabalhar somente com materiais de primeira linha e qualidade impecáveis. Não podemos descuidar do que será oferecido, pois existe a questão de conforto e também a parte da saúde, para não causar futuros transtornos.

Decida com o que você irá trabalhar, com artesanato de laços e tiaras, sapatinhos, kits higiene, peças de decoração do quarto, com cortinas, nichos ou quadrinhos, roupinhas de pano ou de crochê, organizadores de documentos, entre outras infinidades que esse mercado proporciona.

Compre todos os materiais necessários e mão na massa, confeccione algumas peças e saia vendendo para amigos, familiares e conhecidos, e claro peça a eles indicações de possíveis e cliente e que também indiquem seu trabalho.

O apelo emocional.

Sabemos que a maioria das mamães quando descobrem que estão gravidas, já começam a sonhar com o enxoval do bebê, mas em contrapartida elas ficam temerosas pois sabem o peso tem no orçamento doméstico.

Se você for em qualquer sessão de artigos infantis, sempre se depara com peças com pouco consumo de matéria-prima (tecido, lã, fitas, etc) usada na confecção dos produtos, mas preços gigantes, em comparação com artigos para adultos.

Aí você pensa: “Como esse mercado então é um dos mais promissores no nosso pais?”. É simples, isso é o tal do apelo emocional. Você pode ficar com dó ou até mesmo deixar para depois para comprar uma peça para você mesma, mas para seu filho(a) a história muda, não pensamos duas vezes, e quando vemos já estamos comprando coisas aos montes.

Então utilize isso ao seu favor, faça suas peças e use esse apelo emocional para vender mais para suas clientes.

Entre em grupos e fóruns de gestantes, saia divulgando seu trabalho, você verá que em pouco tempo já vai começar a ter retorno, pagar seu investimento e começar a lucrar bastante.

Vou mostrar algumas inspirações de peças, começando desde a barriga da mamãe até o bebê já em uma fase maior.

Vamos lá:

Chá de Bebê.

Você pode confeccionar e vender bolo de fraldas, é bem simples de fazer.

Fonte: Pinterest

  1. Faça um rolinho com uma fralda e prenda com um elástico;
  2. Agora faça uma carreira de fraldinhas sobrepostas;
  3. Coloque o rolinho no início da carreira e enrole;
  4. Use um elástico para prender; e faça a segunda camada menor;
  5. Coloque uma camada sobre a outra;
  6. Use fitas para decorar esconder os elásticos usados para prender as fraldas;
  7. Pegue flores artificiais e corte os cabos;
  8. Use cola quente para colar as flores nas faixas e decorar o bolo de fraldas.

 

Lembrancinhas para o chá de bebê e Lembrancinha de Maternidade.

 

Olha que PAP mais lindo:

 

 

 

 

 

 

 

Decoração para o quarto do bebê.

Quadrinhos


Letras

Parede.

Nichos

Mobile

Kits Higiene.

Espero que tenham gostado das dicas, existem peças que dão um bom retorno para você que quer lucrar com artesanato para bebê, é só pesquisar, comprar os materiais e correr pro abraço.

Compartilhe com seus amigos nas redes sociais, ou caso tenham alguma dúvida, deixem seu comentário logo abaixo.

 

Nunca mais tenha medo de definir o PREÇO DE VENDA de suas peças artesanais!

Giselle Freitas

Sou Giselle Freitas, Empreendedora Digital, Esposa e Mãe do pequeno Pedro de 05 anos. Criei esse blog para dividir experiencias, inspirações e ajudar compartilhando informações sobre marketing para você que ama fazer e vender seu artesanato.

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *